Google+

domingo, novembro 23, 2014

A borboleta azul...

A BORBOLETA AZUL (colhi em Flickr; desconheço a autoria)

Havia um viúvo que vivia com suas duas filhas curiosas e inteligentes. As meninas sempre questionava tudo, faziam muitas perguntas que o pai sabia responder, mas às vezes não se sentia sábio o suficiente para lidar com as preocupações que exprimiam. Como pretendia oferecer a melhor educação, mandou as meninas em férias com um sábio que morava no alto de uma colina.
O sábio sempre respondia todas as perguntas sem hesitar. Impacientes com o professor, as meninas decidiram inventar uma pergunta que ele não poderia responder corretamente.
Uma delas, então, trouxe nas mãos uma bela borboleta azul para enganar o sábio.
O que você vai fazer? Perguntou a irmã. Vou esconder a borboleta em minhas mãos e eu vou perguntar se ela está viva ou morta. Se ele disser que está morta, vou abrir minhas mãos e deixa-la voar. Se ele disser que ele está viva, aperto as mãos e a mato. Assim, seja qual for a sua resposta, ele estará errado.
As duas meninas, em seguida, foram ao encontro do sábio, que estava meditando.
Tenho aqui uma borboleta azul, diga-me, sábio, ele está viva ou morta?. Com muita calma o sábio sorriu e respondeu: Depende do que você ... ele está em suas mãos ...