Google+

domingo, março 02, 2014

Sonhos...


Alguns “sonhos” são tão deliciosos, tão cheios de doces promessas (?) que acordar deles para a “realidade” do cotidiano parece uma “traição” das grandes.Há alguns (10/15 talvez) anos sonhei que tinha morrido (desencarnado); “consciente” de minha desencarnação, estava feliz da vida (ou seria feliz da morte? - hihihihi) com minha nova situação. Achava-me em uma grande edificação – tratava-se de uma escola – e estava saindo do “almoxarifado” carregando uma pilha de blocos de papel canson, pincéis, lápis de cor e giz de cera, indo em direção a uma sala de aula.
Lembro bem que ainda não experimentara tão intensa felicidade e gratidão quanto senti por ter “morrido”.
Antes de entrar na sala acordei. Olhei em volta e, reconhecendo meu quarto e meu corpo físico, sentei na cama e exclamei: “que sacanagem!!” e fui tratar de meus afazeres.