Google+

quarta-feira, fevereiro 12, 2014

Há muitos anos...

A vaidade é como um câncer que corrói todas as possibilidades de desenvolver quaisquer virtudes.
Aliada ao orgulho, então, transforma seu portador em candidato certo ao fracasso. Sem o sustentáculo de uma fé baseada no conhecimento das relações de causa e efeito os tropeços resultariam em queda de difícil recuperação. O "mundo" não é o "jardim florido" a servir de "passarela" para os vaidosos e orgulhosos. Mais cedo ou mais tarde há que se haver com as consequências, sempre dolorosas, da criminosa despreocupação com o que não seja a razão (falsa, naturalmente) da vaidade e do orgulho. Além disso os espíritos menos esclarecidos - de ambos os lados da vida - divertem-se a valer à custa do sofrimento decorrente das numerosas e inevitáveis frustrações.
O abençoado escoar das horas - transformadas em anos - pondo as coisas em perspectiva traz o alívio, a serenidade e a gratidão pelas oportunidades de, de alguma forma, fazer o "controle de danos"...


Brushes (eyelashes): http://www.obsidiandawn.com/