Google+

quinta-feira, janeiro 30, 2014

"WWW" Instrumento Divino ... ou... "caiu na rede é... internauta"

Não preciso que ninguém me diga que a "Internet" veicula todo o tipo de porcaria. No entanto quem aprecia a "porcaria" sempre a encontrará pois ela, a porcaria, está dentro de quem a busca.
Notem que sublinhei o verbo, já que a "Internet" nada produz e, portanto, não pode ser responsabilizada pelo NOSSO lixo espiritual.
Quê? Espiritual, como assim?
Quem pensa e sente é o Espírito; o corpo é o veículo (meio) de manifestação do espírito. Não é o cérebro que pensa, o cérebro é uma espécie de "cockpit" cujos instrumentos o Espírito utiliza de acordo com sua própria situação moral e intelectual. O veículo (corpo) irá na direção que o piloto (Espírito) determinar.
Uma mente (pessoa, espírito, inteligência ou o que o valha) moralmente elevada jamais veiculará lixo pela rede mundial de computadores (www) porque é muito provável que esteja demasiado ocupada com vigiar seus pensamentos e ações, buscando sempre ser melhor hoje do que ontem e não tão "bom" quanto amanhã.
A "Internet" é como um centro de abastecimento de pensamentos. Sabemos que um "centro de abastecimento" é a um tempo, desculpem o óbvio, abastecido e abastecedor.
Na "entrada de mercadorias" não há seleção ou censura e na "saída" cada um é livre para adquirir o que bem lhe haja.
Vale dizer, somos absolutamente livres para "comprar" as idéias que mais tem "a nossa cara".
Dizem alguns que "somos o que comemos" e, em parte, estão certos. Não, claro, do ponto de vista material pois a nossa alimentação não determina quem somos, embora possa revelar algumas coisinhas interessantes. Não falarei sobre isso; não agora, não aqui.
Se, porém, entendermos que o Espírito se "alimenta" de energia mental a coisa toda muda de figura, pois então sim, somos o que consumimos.
Um Espírito habituado a saudáveis hábitos não buscará e não se comprazerá com as "porcarias" veiculadas na rede ou seja lá onde sejam divulgadas.
Um Espírito que trabalha constantemente em seu próprio aprimoramento moral não terá disposição nem tempo para assuntos grosseiros.
Paz, serenidade e trabalho, sempre com Jesus.