Google+

domingo, outubro 12, 2014

De passagem...



Quando partir um ser amado lembre-se:

1 Somos Espíritos imortais, e passamos por diversas encarnações, na Terra e em outros Mundos, trilhando nossa Ascensão Espiritual ("Todos vós podeis fazer o que eu faço e muito mais", disse Jesus)

2 Deus nos deu o livre arbítrio e Deus respeita o nosso livre arbítrio. Nossas encarnações terrenas seguem uma programação, que determina em que família reencarnaremos, as condições gerais e nosso nascimento e morte. O resto (nossas escolhas na vida) ficam por conta de nosso livre arbítrio.

3 Por obra de nosso livre arbítrio, podemos mudar as condições de nossa vida material (progredir moral e materialmente, ou regredir) e podemos até mesmo alterar a nossa programação com relação à nossa morte (suicídios conscientes ou inconscientes).

4 Os espíritos chamados a reencarnar numa mesma família são na grande maioria dos casos espíritos que se conhecem e se amam de outras encarnações, e se reúnem em uma nova existência terrena para se ajudarem mutuamente a cumprirem as provas a que irão se submeter, como forma de evoluírem.

5 As programações pré-reencarnatórias não nos são impostas. Nós temos conhecimento e não raras vezes participamos dessas escolhas.

6 Quando temos a visão limitada de uma única encarnação, a separação nos parece insuportável. Mas, quando temos uma visão mais abrangente, vemos que a vida atual é apenas um capítulo na história de nossas caminhadas.

7 Espíritos que se amam, se procuram e se unem na Terra e no Espaço. O AMOR NUNCA É EM VÃO.

8 A vida espiritual não é uma vida de contemplação eterna. Estamos incessantemente trabalhando pelo nosso aprendizado e evolução, na Terra e no Espaço.

9 O Espírito, liberto da carne, tem uma visão mais abrangente, e possibilidades inúmeras de trabalhar, aprender, evoluir, construir seu futuro.

10 É muito difícil para o Espírito, manter-se ligado à Terra. Isso, para ele, é um sofrimento, pois não se liberta para viver a vida do Espírito, e já não pode mais viver a vida da carne. Por esse motivo, devemos orar por aqueles que amamos, não chamando-os de volta e prendendo-os a nós, mas o contrário: devemos orar por sua libertação, para que possam alçar novos vôos no Plano Espiritual.

11 O amor dos pais é PODEROSO. Temos o poder de velar por nossos filhos e interceder por eles, mesmo estando encarnados e eles, desencarnados. Oremos, então a Deus, para que nossos filhos, que nos antecederam na partida da Terra, estejam repletos de luz no Plano Espiritual, em companhia de outros parentes e amigos, desta e de outras encarnações. Que estejam completamente libertos dos laços da matéria, e que estejam já ativos na Espiritualidade , trabalhando e aprendendo.

12 Vamos converter nosso pranto em orações de luz e de amor. Que eles não sofram com o nosso sofrimento, mas que se encham de esperança com a nossa esperança. E como é difícil abafar o próprio sentimento, para fazer o outro feliz - mas disso se constitui o amor dos pais por seus filhos: da mais completa abnegação, do amor mais pleno e verdadeiro. Por isso, peço a vcs que tentem converter seu sofrimento em orações de amor, de fé e de esperança.

Quando a saudade apertar, digam para seus filhos em oração:

"Meu querido filho, quero que vc seja coberto por um manto de paz e de luz. Foi uma felicidade termos uma encarnação juntos, de parceria, de amor e amizade. Foi uma grande felicidade para mim ter sido sua mãe/pai nessa encarnação, e saiba que você foi um filho maravilhoso. Sou-lhe grata(o) por seu amor e sua dedicação, mas agora desejo que você se liberte, alce novos vôos, e SEJA FELIZ! Nós não estamos separados senão pela carne, mas meu amor por vc continua inalterado. Ainda vou velar por vc, pedir a Deus por vc, alegrar-me com as suas vitórias, apoiar-te nas derrotas. Ainda vou ter meu coração fundido ao teu, minhas esperanças voltadas para a tua felicidade, minha paz ligada à tua paz. Então, meu filho, não sofra pela separação momentânea, que de minha parte, farei o mesmo. Confio na Misericórdia Divina, para que possamos nos reencontrar quando a Deus aprouver. Enquanto isso, vou fazer de minha existência um hino de amor à tua lembrança, honrando o teu nome, espalhando amor assim como vc fez por mim. Quero viver serenamente para cumprir meus propósitos na presente encarnação, e substituir a saudade pela FÉ. Seja feliz, com a certeza de que nossas almas irmãs não se separarão jamais. Fica em paz, meu filho."

Fonte: www.oqueosespiritosdizem.com.br