Google+

domingo, março 23, 2014

Saudade não precisa doer...


Não, a saudade não é dor inevitável. Para mim saudade significa que alguém foi (é) muito precioso em minha vida e que por causa desse alguém eu me tornei melhor. Hoje minha saudade escolheu a Erika para a envolver com as mais doces recordações. Especiais momentos aqueles que, pequenina, em meus braços encontrava segurança e conforto. Mal chegada à casa, encontrava-a em dolorido pranto e tão logo aconchegada junto ao meu coração reencontrava a calma e docemente adormecia. Quem não se torna melhor ao sentir a confiança de um pequenino e indefeso ser? Por isso a saudade que sinto é meu cântico de amor e gratidão ao Criador. As lágrimas que me correm dos olhos não são dolorosas, são, antes, pequenas preciosidades que vou juntando ao "tesouro" que a ferrugem não devora...