Google+

sábado, fevereiro 15, 2014

Educação...


Quando crianças, possuimos "radares" extremamente sensíveis que captam as mentiras e as mensagens contraditórias (vulgo hipocrisia) dos adultos. A educação das crianças NÃO PODE e NÃO DEVE ser por meio de castigos físicos e crueldade moral. Se o "discurso educativo" dos pais não corresponde às suas ações qualquer método educativo falhará. O "faça o que eu mando, não o que eu faço" é o que normalmente ouvimos desde que nosso entendimento passa do não-verbal para o articulado. Mas nossas percepções iniciam-se bem antes. Muuuuito antes. O bebê chora quando tem fome, sede, xixi ou cocô pois chorar é tudo o que ele pode fazer para ser atendido em suas necessidades. Se tais necessidades são menosprezadas ou atendidas de pouca e má vontade a criança "entende" perfeitamente a mensagem. "Sou um transtorno para ela/ele". Então papais e mamães, fiquem cientes de que se depois do "rala-e-rola" vocês engravidarem, assumem uma imensa responsabilidade. E essa responsabilidade é de VOCÊS dois, não dos futuros avós. Certa vez uma jovem mãe indagou ao pediatra em que idade deveria começar a educação de seu filhinho. Respondendo à pergunta do médico, informou que o lindo pimpolho estava com três anos de idade. Então, minha senhora, está atrasada 3 anos e nove meses na educação de seu filho...