Google+

quarta-feira, fevereiro 05, 2014

Dandelion

Creio não exagerar quando afirmo que a fotografia foi um divisor de águas em minha vida. Até então só percebia as coisas óbvias, ao alcance de qualquer olhar; depois que "peguei" em uma câmera e comecei a fotografar, especialmente em "macro" e "super macro" tive um vislumbre das imensas belezas existentes nas coisas pequenas e até minúsculas.
Um "mero" globo de sementes de "dente-de-leão", quem diria, encanta meu olhar e eleva meu coração a Deus num arrebatamento de gratidão; gratidão pelo dom da visão, gratidão pelo dom da percepção, gratidão pelo próprio sentimento de gratidão...